domingo, 1 de junho de 2008

Primeira noite do Rock in Rio Lisboa é marcada por degradação de Amy Winehouse

A primeira noite do Rock in Rio Lisboa (RIR Lisboa) foi marcada pela degradação pública de Amy Winehouse no palco Mundo, o principal, assistida por 90 mil pessoas. Outras centenas de milhares de portugueses assistiram pela televisão, ao vivo, os lapsos de memória, a afonia e a queda da cantora em pleno palco, como efeito do álcool que consumiu durante o show.

Com 35 minutos de atraso e com a platéia preenchendo todo o espaço sonoro do Parque Bela Vista com vaias, a cantora inglesa que não realizava shows deste tamanho há alguns meses, entrou em palco acompanhada por oito músicos, envergando sua grande cabeleira com uma presilha em forma de coração com o nome de seu marido, Blake.

A atuação de Amy Winehouse em Portugal foi marcada inicialmente por uma voz rouca e depois pela falta dela em alguns temas. Em escassos 50 minutos, Amy cantou músicas de seus dois álbuns, "Frank" (2003) e "Back to Black" (2006). Um dos poucos bons momentos no show de Amy foi a interpretação de "A message to Rudy", clássico da banda de ska The Specials, que não constava no setlist.

A cantora não foi capaz de tocar guitarra, por estar nitidamente embriagada e com a mão direita enfaixada, e quando decidiu dançar, caiu, mas foi rapidamente amparada por um de seus músicos. Winehouse aproveitou o momento para fazer piada com Lenny Kravitz, o artista escolhido para fechar a primeiro noite no RIR Lisboa, "O Lenny poderá cair também, mas ele ficaria embaraçado, eu não."

O repertório de Amy não foi acolhido com grande entusiasmo por parte do público português, mesmo tendo sido ela a responsável por levar boa parte da audiência ao Parque Bela Vista nesta primeira noite. Com exceção dos hits "Rehab" e "Back to Black", outros temas não foram propriamente celebrados. Afônica e alcoolizada, foi assim que Amy saiu do palco em sua primeira e curta apresentação em Portugal.

***

Ivete Sangalo
Ivete Sangalo talvez seja a artista brasileira mais querida pelo público jovem português, já que promove sua música desde a primeira edição do evento, em 2004. Sua apresentação foi um grande espetáculo que tirou do chão um público conhecido pela frieza. A canção "Sorte Grande - Poeira", foi a mais comemorada do show, que teve ainda um cover de "Não Quero Dinheiro (Só Quero Amar)", de Tim Maia.

Lenny Kravitz
Pouco depois da meia-noite o roqueiro norte-americano Lenny Kravitz eletrizou o público com a melhor apresentação da noite, marcada pelos decibéis altíssimos que saiam das caixas de som. Fogos de artifício iluminaram o palco nos primeiros acordes de "Back in Vietnan", que teve na seqüência "Bring it On". Kravitz fez a melhor apresentação da noite com um rock sólido, concentrado, conduzido por uma banda calejada e competente. O show teve ainda sucessos como "Always On The Run", "It Ain't Over Till It's Over", "Mr. Cab Driver", "Fly Away" e "Are You Gonna Go My Way".


Fonte: Uol música

Um comentário:

Ítalo disse...

Ela é muito talentosa e muito cachaceira!